O seguro de automóvel protege os passageiros e pessoas nos outros carros em caso de lesões causadas por um acidente de automóvel, além de proteger o seu carro contra os danos causados em um acidente.

Se ocorrer um acidente, você pode registrar uma reclamação junto à sua companhia de seguros de automóveis, que paga por todos os reparos ou contas médicas se eles se qualificarem de acordo com o seu plano após o pagamento da franquia.

CLIQUE AQUI E COTE ONLINE SEGURO AUTO PARA SEU VEÍCULO

Assim como os demais tipos de seguros, o seguro de automóvel tem sua contratação por um prazo previamente estipulado, onde ao longo do período de vigência da apólice você e seu veículo estarão resguardados em relação à qualquer dano que possa ocorrer, de acordo com a cobertura que foi contratada.

Como funciona a apólice do seguro de automóvel?

Sua apólice de seguro de automóvel entra em vigor assim que você finalizar o contrato e efetuar seu pagamento inicial à companhia responsável. As companhias de seguros podem acompanhar as políticas por minuto, veja o exemplo a seguir para ficar claro:

Se você abrir e pagar pela apólice às 14h30 em um dia, muitas vezes você não pode registrar uma reclamação por um acidente que ocorreu às 14:15 da tarde, pois nesse cenário você ainda estava coberto pelo seguro. Isso significa que, assim que você abrir uma política e efetuar seu pagamento, você estará legalmente seguro.

Cada companhia de seguros trabalha de uma forma com o início da cobertura do seguro, cabe a leitura atenta sobre esse ponto para que você não tenha dúvidas com seu seguro de automóvel.

Posso solicitar vistoria prévia de seguro de automóvel?

É possível solicitar à seguradora a alteração da data do início da vigência do seu seguro, para que seja posterior à data de entrada da proposta. No entanto, a seguradora pode acatar o seu pedido ou solicitar uma vistoria prévia do veículo para certificar que esteja em boas condições.

O procedimento de solicitação de vistoria prévia é muito comum em novas apólices para automóveis antigos.

A seguradora possui uma prerrogativa, que pode vigorar, desde que seja justificada, de recusar o risco de oferecer seguro para aquele veículo. Caso isso aconteça, a cobertura é válida por apenas 2 dias úteis, contados a partir da data que a comunicação foi realizada pela seguradora ao corretor ou ao próprio cliente.

Mesmo que seja um prazo curto, é uma forma que as seguradoras encontraram para não deixar o cliente totalmente desamparado devido à sua escolha de recusar o risco daquele seguro.

A seguradora pode recusar a proposta do seguro de automóvel?

Sim, existem alguns casos que podem fazer com que a seguradora recuse a proposta do seguro de automóvel, como:

  • Problemas encontrados na vistoria do veículo;
  • Irregularidade na documentação apresentada do veículo;
  • Motoristas que possuem histórico de envolvimentos com sinistros;
  • Inadimplência;
  • Carteira de habilitação com irregularidades, como: alta pontuação por infração, suspensão ou com processos em andamento devido à envolvimento em acidentes;
  • Áreas de risco ou áreas de conflito;

Esses motivos são os mais comuns que podem levar à seguradora negar o pedido de seguro para um veículo.