O processo de blindagem dos vidros de um carro não é barato. Deve ser feito de maneira cuidadosa e aplicado por profissionais capacitados, para aumentar a sua durabilidade e eficiência. Quando feito da forma incorreta, após alguns anos pode acontecer o fenômeno de delaminação dos vidros. Mas, afinal, o que é delaminação de vidros blindados?

CLIQUE AQUI E COTE ONLINE SEGURO AUTO PARA SEU VEÍCULO

Isso acontece quando as lâminas do vidro blindado (de duas a quatro camadas) se descolam uma das outras, ou seja, quando ocorre o descolamento das lâminas de policarbonato unidas ao vidro.  É aí que começam a aparecer pequenas imperfeições, como bolhas de ar, por exemplo.

Quem nunca viu carros com essas características em seus vidros, não é mesmo? O problema é que a delaminação do vidro vai além da estética…

Riscos da delaminação de vidros blindados

É sabido que, após 40% do vidro possuir bolhas, o efeito da blindagem é nulo. Quando acontecem essas irregularidades na blindagem, o vidro pode perder a capacidade de suportar disparos provenientes de armas, colocando passageiros em risco, uma vez que impacta diretamente a sua segurança.

Além de tudo isso, a visibilidade também é afetada, o que contribui para riscos de acidente.

Mas, afinal, como revolver esse problema?

soluções delaminação de vidros blindados

Tipos de solução

Antes da reformulação de regras para carros blindados, haviam dois tipos de solução comuns na maioria dos casos de vidros blindados que sofreram com a separação de suas camadas:

1. Auto clavagem – recuperação do vidro

Algumas empresas especializadas ofereciam o serviço de auto clavagem. Um meio de recuperação do vidro por meio do reprocessamento do vidro danificado, em que as lâminas voltam a se unir por ação de forças de pressão e temperatura. Apesar de barata, essa solução não é mais utilizada.

A auto clavagem, além de diminuir o nível balístico e piorar a visibilidade do motorista, não assegura a recuperação do vidro, que muitas vezes é danificado irreversivelmente durante o processo.

2. Substituição dos vidros danificados

Hoje é a única opção aceita pelas normas do Comando Logístico do Exército Brasileiro (Colog). Apesar do preço mais alto (aprox R$ 3 mil, no caso dos vidros laterais, e de R$ 6 mil, valor do para-brisa) sempre foi a solução mais recomendada.

Como fazer uma compra segura?

A  única maneira de fugir da delaminação dos vidros blindados é investindo em materiais mais modernos e de qualidade. Algumas empresas hoje em dia até mesmo oferecem materiais que não delaminam, mas que deixam o carro bem mais pesado.

Outra ideia é apostar em empresas com garantia de até 10 anos. Se a delaminação acontecer, a empresa se responsabiliza pela substituição. Que tal?