Você já se perguntou “está na hora de trocar de carro?” Os carros fazem parte da vida do povo brasileiro. É só sairmos e olharmos para as ruas, para ver que nosso país está dominado por automóveis. Além da praticidade que essas máquinas nos oferecem, permitindo nossa locomoção para qualquer lugar, algumas pessoas carregam grande paixão por veículos.

CLIQUE AQUI E COTE ONLINE SEGURO AUTO PARA SEU VEÍCULO

Há quem faça questão de ter um novo automóvel todos os anos, por outro lado, algumas pessoas se orgulham de ter o mesmo carro por toda sua vida.

A hora certa para trocar de carro varia de acordo com o consumidor. Para aquelas pessoas que tem a chance de comprar um veículo novo com frequência, o momento ideal pode ser após o término da garantia oferecida pela fábrica, quando qualquer novo reparo seja sinônimo de um grande gasto.

Para aquelas pessoas que não tem tantas condições financeiras e acabam ficando com o mesmo automóvel por longos anos, a hora certa para trocar de carro é quando ele passa a dar muitos prejuízos, com peças quebrando com frequência, ou falhas nos circuitos elétricos.

O que analisar antes de trocar de carro?

É claro que não existe uma fórmula que te mostre o momento exato de trocar o seu carro, porém alguns pontos devem ser analisados.

Revisões

As revisões são fundamentais para manter um carro em perfeito funcionamento. A quilometragem exigida varia de acordo com a fabricante do seu automóvel, mas costumam ser revisões padrões aquelas realizadas com mil, dez mil, vinte mil e cinquenta mil quilometros.

A cada revisão o prejuízo aumenta pois a quantidade de peças que precisam ser trocadas e os reparos necessários são maiores. Além disso, o preço por esses serviços tende a subir. Por isso, para muitas pessoas, a hora certa de trocar de carro é antes dele atingir cinquenta mil quilometros.

Manutenções

Os consumidores que trocam de carro com frequência não se preocupam com as manutenções, já que veículos novos não costumam dar problemas. Porém, a realidade da maioria dos brasileiros é diferente e muitos motoristas ficam com o mesmo automóvel por longos anos.

Nessa hora, é preciso fazer uma análise criteriosa, pois, mesmo que pareça impossível comprar um novo carro, caso o seu antigo passe mais tempo na oficina do que na garagem, os gastos acabam ficando iguais. Sem contar que uma peça nova do seu veículo usado poderia ser a entrada para um carro novo.

E por falar em manutenção, para manter seu carro sempre seguro e atualizado. conheça aqui os vários tipos de manutenção veicular.

Desvalorização

Quanto mais tempo ficamos com um veículo, mais desvalorizado ele ficará no mercado. Ao sair da concessionária com um carro zero ele já perde um pouco do seu valor e a desvalorização fica maior a cada ano. Quando você comprar um carro novo já deve ter em mente quando irá vendê-lo, pois esse cálculo faz toda diferença na hora de trocar o seu veículo.

Você está feliz com seu carro?

O mais importante na hora de definir quando trocar o seu veículo é analisar se você está feliz com seu carro. Não adianta ter um automóvel em perfeito estado se todos os dias você se sentir arrependido por ter escolhido determinada marca, modelo ou cor. Usamos diariamente nossos carros e essa relação precisa ser harmoniosa, por isso, caso você esteja infeliz com seu veículo, por que não pensar em trocá-lo?